Procura-se uma tal de “alquimia” “viva ou morta”!?!?

alquimia-do-amor

*(sugestão do meu primo Ozenaldo, que acompanhou todo o programa, de Brasília e é um leitor assíduo do blog)

Pronto! Agora deu a mulesta mesmo! Não já bastava meu juízo dar um nó quando o assunto é amor, agora me vem mais esta novidade.

Fui convidada pela jornalista e apresentadora Gisa Veiga, pra falar sobre “como acabar um relacionamento”, no programa SOBRETUDO, da TV Master, e, no lugar de sair com respostas, saí com uma pergunta desesperada: onde encontrar uma tal de “alquimia” tão falada durante o nosso bate-papo (19/10/16)?

Mas, antes da resposta, uma outra pergunta: o que seria “alquimia do amor”?

Quem veio com esta munganga pro nosso papo foi a psicanalista Rute De Paula, também convidada pro programa. Enquanto a apresentadora Flávia Lopes e a jornalista Priscila Paes falavam nas dificuldades das relações e eu contava sobre meus “namoros” desastrosos, ela surgiu com a tese da “alquimia do amor”.
Primeiro, pra deixar a gente mais encafifada ainda, disse que um relacionamento envolve todas as disciplinas que vemos no colégio.
Comassim, por exemplo?

“A Matemática e suas quatro operações, traduzida para o amor, ficaria mais ou menos assim: somar e dividir, dispensa definições; subtrair as coisas que não nos ajudam em nada e multiplicar as que nos acrescentam e nos fazem bem.”

Alguém comentou: “ai meu Deus, e quem é de “Humanas” e não sabe pra onde vai fazer conta?” Kkkkkkkk

E foi aí que ela falou de outra disciplina extremamente importante no amor: a “química”, ahh!!! a tão procurada e nem sempre encontrada! Todas suspiramos, pensando/questionando: “dá pra fugir dessa coisa de pele?”.

E foi aí que ela falou da tal “alquimia”. Na verdade, não é nenhuma fórmula saída de uma lâmpada mágica e muito menos de um caldeirão de uma bruxa malvada. Embora tenha magia e mistura.

“Alquimia do amor” é o poder de transmutar. É transformar as coisas boas em melhores e as más em boas. É a observação sublimada dos defeitos. É transformar a pedra bruta no diamante; o chumbo, ou dureza do coração do outro em ouro”, ela definiu.

Rute disse ainda que alquimia transforma aquela mulher cheia de armaduras em “outra” onde aflora o amar. Me usou como exemplo. Concordei e revelo aqui: me fecho em “concha” para o amor.

Chico César me define quando diz na música “Estado de Poesia”: “para deixar a vida que eu vivia (vivo) de cigania…de enganos livres que eu tinha (tenho) porque queria (quero) …”

Mas… e como conseguiremos essa tão maravilhosa alquimia?

“Com respeito, paciência, lealdade, limites e muita vontade de conquistar a pedra filosofal do outro (o amor).”

É a mistura, né? Ela também tá presente na mesma canção do nosso poeta paraibano que nos remete a imaginar que o próprio encontrou a alquimia do amor, depois de tanta peleja:
“É belo vês o amor sem anestesia
Dói de bom, arde de doce, queima, acalma
…não fica e nem vai embora
é o Estado de Poesia.”

Que encontremos a “alquimia”, por meio do resgate do amor ao ser humano com todas as falhas, erros e defeitos, conquistando e oferecendo afeto, cuidado, atenção, reciprocidade e parceria.

Enfim, que vivamos um verdadeiro e prazeroso “estado de poesia”!

34 thoughts on “Procura-se uma tal de “alquimia” “viva ou morta”!?!?

  1. Arrasou…Palmas, palmas e palmas…Acho que estou em “estado de poesia” e é tão maravilhoso….rsrsrs Como disse a psicanalista, o segredo “É transformar as coisas boas em melhores e as más em boas….”. Adorei o texto Romye, pena que não pude assistir a entrevista…bjooo

    1. Li,gostei o segredoé lapidar a pedra bruta, a alma, a química de pele se esgota c a vaidade e orgulho, O ser humano é podre, quando tem estatus ou um emprego legal, pisa e humilha, deixa a felicidade ir embora ninguem tem bola de cristal kkkkk mas… Cada um nasce pra evolui e pro q é,as vezes morre só sem amor.

  2. Romy, ter você no nosso Programa Sobretudo é garantia de sucesso. Vc é uma pessoa do bem e merece encontrar o amor verdadeiro. Com química, física, matemática, filosofia, alquimia e tudo o mais. Quero você mais e mais vezes no nosso programa. Beijos mil.

  3. Que texto lindo, Romye! Você consegue tratar de algo tão ‘complexo’ de uma forma tão doce, poética… Que essa alquimia chegue logo nas nossas vidas…

  4. Virei seu fã pelas suas mungangas e por vc ser esse ser tao especial, coraçao grandioso e merecedora de todo esse sucesso, beijos e aqui estou a ti aplaudir hoje e sempre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *