“Sanduíche” de afeto

chico

“Obrigado por me “sanduicharem” de afeto”!

Frase de Chico César no Teatro Paulo Pontes, em João Pessoa, na terça-feira (10), em show beneficente em prol do projeto “Gente que Encanta”, de Catolé do Rocha, sua terra natal.

Teatro lotado…de gente e de afeto, como bem disse este “neguinho” que, aos 9 anos de idade já cantava num conjunto e, depois, aos 14, formou uma banda. Com o passar do tempo, cada um foi prum lado; alguns nem foram e outros, apesar de terem ido, levaram o sertão junto. É o caso de Chico e neste show ele tava mais sertanejo do que nunca.

Não conto as vezes que já vi show de Chico César, mas, neste, especialmente, ele tava muito mais sertanejo e, portanto, mais munganguento…Tava em casa! Também, junto aos seus, quem não fica? Assim que subiu ao palco com seu figurino impecável, como sempre, já tratou de deixar as “alpercatas” de lado. Deve ter pensado “não quero nada que me prenda”… somente a poesia e o afeto que esbanjou pelos seus que ali estavam: Irmã Iraci, primeira professora de música e grande incentivadora de sua carreira. Estava numa das primeiras fileiras do teatro. Achei massa pq Chico contando das suas traquinagens e ela interagindo, da plateia mesmo, lembrando de detalhes das cavilações dele.

No palco, a orquestra formada por meninos que fazem parte do Projeto “Gente que Encanta”, do “Instituto Cultural Casa do Béradêro”, criado em 2001 pelo músico, em Catolé do Rocha, para oferecer conhecimento das artes e ampliar as oportunidades de qualificação profissional.

Pois bem! No show, Chico juntou esse povo tudim num palco só: amigos das antigas, das bandas e dos conjuntos; crianças e adolescentes do projeto e músicos que, além de amigos, o acompanham nos shows mundo afora, a exemplo de Escurinho, um artista maravilhoso e figura massa, super do bem! Não tem como não se sentir em casa e em um “sanduíche” de afeto.

E eu, toda me achando, já revelo: Chico César fez uma homenagem para a minha pessoa. É claro que ele nem sabe. Mas, me senti contemplada! Há pouco mais de um mês, durante o casamento, meu filho Caê, cantou pra noiva Lyria “É Só Pensar Em Você”! Corujices a parte, quando postei fez o maior sucesso e o próprio Chico comentou que era uma honra ter uma música sua embalando um momento tão especial. “O amor me emociona”!

Suas músicas emocionam, Chico! E também encantam… a todas as idades. Minha sobrinha Ana Clara, de seis anos, não para de cantar “É Só Pensar em Você”, desde que viu Caê cantando no casamento. E tem uma interpretação muito própria, cheia de vigor e gogó. kkkkkk é massa!

….

Voltemos ao show! Teatro lotado, eu na última fileira, agoniada porque a imagem não ia ficar tão boa; não liguei o flash do celular pra não atrapalhar, mas, foi assim mesmo. Me emocionei do mesmo jeito de sempre…sempre que escuto “É Só Pensar em Você”. Cantei junto. Tão junto (do celular), que minha voz apareceu mais do que a do artista. kkkkkk

Ouvi algumas pessoas pedindo a música “Estado de Poesia”, mas ela não entrou no repertório desta apresentação. Nem foi necessário! Pelo menos não pra mim, embora eu seja louca por esta música. A minha noite, a partir dos primeiros acordes naquele palco, vai ficar pra sempre em mim como um “estado de poesia”.

Obrigada, Chico Cesar por nos “sanduichar” de afeto!

33 thoughts on ““Sanduíche” de afeto

  1. Pena que ñ pude prestigiar meus conterrâneos. Mas fiquei com uma inveja danada de quem foi. Que bom que ele cantou sua música amiga. É linda mesmo, como outras canções por ele compostas.

  2. Um dos textos mais gostosos de ler por aqui. Me senti no meio desse sanduíche, cheia de afeto por tu e por Chico. Ah, e por Raísa, Mirela, Rejane… E tantos outros amigos queridos que eu sei que também estavam nesse momento mágico.

    1. Quanta honra ver meu ídolo prestigiar meu blog. A primeira vez que vi Chico, eu ainda era repórter da TV Tambaú. Eu tava naquela loucura de reportagem de rua quando me ligaram da redação dizendo que ele tava lá pra eu fz uma matéria. Demorei cerca de uma hora e quando cheguei, tava ele com o produtor cultural, Eudes Hermano e o violão. Em meio a conversa, pedi pra tocar alguma música e ele veio com “À Primeira Vista”. Naquele instante, me “apaixonei”. Após a entrevista, comentei com a equipe: esta música vai estourar! Não deu outra! De lá pra cá minha admiração pelo seu trabalho só aumenta. E embora tenha sido “À Primeira Vista”, “É Só Pensar em Você” que ainda continuo em “Estado de Poesia”.

  3. Massa quando a gente sente que o artista está cantando só pra gente. Uma vez, apaixonado pela minha musa e maior amor platônico que alguém pode ter, e não é a pessoa que vc pensou… então, nós dois subimos na mesa da casa de show em Pernambuco, entramos em transe num show de Zé Ramalho , parecia que éramos os únicos na plateia. Guardei pra sempre no meu coração, minha fia. beijão!

    1. E apoi! kkkkk Vc que tb é artista sabe da importância de provocar este sentimento nas pessoas. Vocês falam o que a gente quer dizer de uma forma poética e isso nos tira do chão, nos leva a um “estado de poesia”

  4. O melhor de chegar a uma certa idade é ver que agora é que temos tudo pra fazer e com muita história pra contar. Tempo bom do “aos vivos”. Sinto-me feliz por ter dado meu pedacinho naquele pé na tábua.
    Brigado pela lembrança, Romie.
    Beijo grande.

  5. Tanto o artista Chico César, quanto o Francisco César, me encantam…O artista, já consagrado, não precisa provar mais nada pra ninguém no mundo. Sua obra fala por si, e por ele! Já o lado de Ser Humano, Francisco, não o Chico, apenas me fizeram levar ainda mais a amá-lo enquanto pessoa. Fazer o que ele fez, como vc mesma disse, Romyei, só poderia dá nessa: ser “ensanduichado” de afeto, amor e admiração pelo ser que ele é e representa. Eu me inspiro nele! Simmmm…parabéns pelo texto nega, vc me fez fechar os olhos e me vi ali, naquele “Estado de Poesia”.

  6. Música é algo que mexe com nossa memória afetiva. Sempre nos traz alguma lembrança de um momento bom, de uma amizade ou um amor e os grandes compositores desse nosso país, como Chico César, são responsáveis por embalar esses momentos tão importantes de nossas vidas. A minha predileta é: Onde estará o meu amor. Xero.

    Como esta noite findará
    E o sol então rebrilhará
    Estou pensando em você…
    Onde estará o meu amor ?

  7. Que delicia! Adoro todos teus textos e este em especial. Muito fãzona sua e do grande Chico César. Lindo momento do meu genro cantando no casamento. Bela escolha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *