A “tragédia” do vestido que vive se rasgando

Era uma vez, um lindo vestido…

vestido lindo

… que, junto comigo, embarcou num momento mágico:

vestido
… o lançamento do blog Munganga Por Romye Schneider, em fevereiro de 2016!!!!!

Sempre tive comigo que, quando você usa uma roupa num momento especial, que te marca, não deve usar de novo. É como se nele ficasse guardado aquele instante para sempre. Sei lá! Aí, com este vestido, resolvi fazer diferente, mas parece que o próprio não aprovou muito a ideia. Pois, ou ele tá de sacanagem comigo ou é algum tipo de “teoria da conspiração”. Toda vez que invento de me “embonecar” com ele, o bicho deve pensar: eu mermo não! Vá vestir outro! E tome se torar!

Como eu não sei conversar com vestido, nem dou cabimento. Resultado: tou amargando as consequências!

A última aconteceu no dia 19 de janeiro, de 2017! Estou eu na TV Master para uma entrevista no programa Estilo A, com Astrid Bakke, para falar do “Munganga de pé – vulgo standup”, quando ele, o vestido, resolve aprontar.

vestido rasgado
O zíper (rirri, fechicler – oh nomes esquisitos!!!!), se torou (o pegador de roupa não compõe o cenário, tá. Ele tá aí pra não mostrar minhas partes e minhas dobras já que o zíper é de cima a baixo). kkkkk Eu não tou dizendo que o vestido é caviloso!!!!

Já eu, sou muito teimosa! Não é que esta já é a segunda vez que ele apronta?

A primeira foi num casamento e foi um aperreio da bixiga….Torou mesmo na hora da cerimônia e alguém sugeriu: vamos fazer aquela brincadeira que fica tudo estátua pra sair na filmagem como se fosse um retrato!!!!! Marmenina, deu certim! Eu já tava tesa mesmo fazia era tempo. Pois, bastava eu me bulir que o “bregueço” se rasgava mais.

Como mainha disse que tinha ajeitado, confiei e … me lasquei, pela segunda vez! Só que, como “gato escaldado tem medo de água fria”, logo botei outro vestido na bolsa. Ufa! Foi a salvação!

vestido do niver

E lá estava eu, toda trabalhada no vestido que me deixa parecendo um guiné (só percebi nos retratos), dando entrevista sobre o novo projeto do blog: “Munganga de pé – vulgo standup”, que será no dia 05 de fevereiro, às 17 horas, no Café da Usina.

eu e ela

Quando falei pra Astrid da “tragédia” do vestido rasgado, pela segunda vez, ela lembrou que quando fui pra outra entrevista, também aconteceu uma munganga. Foi meeeeeesmo!!!!!! Dessa vez, foi a sandália que se torou. A sorte era o vestido longo que cobria os pés. Com isso, fiquei tesa na cadeira e, consequentemente, elegante porque sou dessas, né! kkkkkk

É! Parece que minhas vestes resolveram me sacanear. A sandália joguei fora porque o prazo já havia vencido. E, quanto ao vestido que tá “novim em folha”, vou cutucar o meu “HD” das ideias mirabolantes pra ver se acho uma que se adeque a situação.

14 thoughts on “A “tragédia” do vestido que vive se rasgando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *