A descoberta de um menino do sertão

 

Esta história é dedicada a todas as crianças com “grandes” sonhos, assim como o menino deste acontecimento, que, na época, tinha uns 10 anos e morava no sertão da Paraíba. A cidade poderia ser Cajazeiras, Pombal, Patos, ou qualquer outra da redondeza.

Me permitam contar esta história sem dizer o nome do personagem, pois, corre o risco do pai ainda dar uma piza no “menino” que já virou gente grande.

Sabe qual era o seu maior sonho? Tomar água mineral. Só não estava preparado para a primeira pergunta mais difícil de sua vida: é com gás ou sem gás?

Num dia desses aí qualquer, ele olhou prum lado, pro outro, e, como não vinha ninguém, pegou da carteira do pai um valor que dava mais do que suficiente para realizar o grande “sonho” de sua vida.

Depois de “conseguir” o dinheiro, passou duas horas pra sair de casa, sem ninguém perceber; mais três horas pra atravessar a rua principal e, finalmente, chegou ao barraco onde aconteceria o momento tão sonhado.

“Mais feliz que pinto em lixo”, fez o pedido:

– Me dá uma água mineral! E rebolou o dinheiro no balcão.

O dono fez aquela pergunta que seria a mais intrigante de todas, até aquele momento, ou talvez até hoje.

– É com gás ou sem gás?

A imaginação do menino deu uma “freada”… daquelas que a marca do pneu fica na pista até mesmo depois de recapeada.

– Como assim?????? E tem isso?????? E agora?????Pensei que era só pedir uma água e pronto! Ah peleja sem fim!

Pra dar um basta naquilo, estufou o peito e sacudiu sua opção na cara do dono:

– Com gás! (sem ter a menor ideia do que mulesta era aquilo)

Depois da escolha, saiu dali, todo orgulhoso, para usufruir do seu “troféu”. Sentou no meio fio e, quando abriu a garrafa, que a bicha fez “tchit”, deu um pinote pra trás, soltou a garrafa e o “sonho” no chão e meteu o pé na carreira de volta pra casa , com a primeira e talvez a maior constatação da sua vida:

– Armaria! Oh coisa difícil é realizar um sonho, viu!”

 

 

 

29 thoughts on “A descoberta de um menino do sertão

  1. Kaliw sempre foi escandaloso.
    Manassés tava tomando água com gás , Kaliw chegou e pediu água e Manassés deu a água com gás,
    pense num escândalo.

  2. O texto é muito bom. São estórias como essas que pessoas que moram no interior tem um sonho seja ele qual for andar de metrô, subir em uma escada rolante, tomar banho de mar, subir em um elevador. São pessoas simples inteligentes que descobrem a essência da vida em uma metrópole que muitas vezes não sabe se chega lá. Me identifiquei com esse texto. Lindo texto. Vou compartilhar.

  3. Linguagem deliciosa, nossa linguagem: “armaria”, “peleja”…delícia!
    Relato lindo sobre um sonho a realizar, um sonho tão sincero e ingênuo.
    Belo!

  4. Espero que ele não tenha desistido e depois tenha conseguido tomar a água mineral sem gás, saboreado e curtido…. depois continuou sonhando…..
    Beijos de luz minha amiga linda!!

  5. Tadinho. Eu também tive uma decepção parecida. Quando fui a Caxambu e cheguei morrendo de sede vi uma “quartinha ” no hotel. Fui com tudo e enchi o copo. Mas ,pense numa decepção grande! A água ficou dançando na minha boca kkkkkkk. Não conseguia engolir. Foi horrível e o pior :continuei com sede.kkkkkkk

  6. Lembrei do meu irmão, nos anos 78, ganhou do meu tio uma Crush pela primeira vez ia tomar um refrigerante, quando seu um gole, fez uma careta e jogou fora, todos perguntaram, o que foi? Ele, quero não! Está quente! kkkk o coitado nunca tinha bebido nada gelado. Nem sabia como era refri.

  7. Tadinho….Deve ser traumatizado até hoje com água mineral com gás kkkkkkk Isso de escolher a opção errada no alimento, acontece muito em restaurante de rico, quando vc quer ser chique e decifrar aqueles nomes estranhos do cardápio. Na dúvida, pede o que parece mais fácil de falar e acaba comendo um troço totalmente diferente do que imaginou ??????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *