Munganga no Ar…na terra e… em todo lugar

Se alguém perguntasse o que me deixa feliz, a resposta seria: uma tuia de coisa. Mas, hoje, quero falar de uma, em particular: o meu projeto munganga, iniciado em 2014, com o blog que, em 2016, passou a se chamar Munganga por Romye Schneider. Um espaço onde escrevo sobre o cotidiano, de forma engraçada e reflexiva.

Um ano depois, ou seja, em fevereiro de 2017, abracei um grande desafio: fazer standup. A proposta é contar no palco o que escrevo no blog mais o que acontece na minha vida, diariamente. Por mais estressantes que sejam as situações, sempre extraio o humor e levo pro palco. Em quatro meses, foram seis apresentações.

Apresentação do Munganga de Pé – Vulgo Standup – em Pombal (fev/17)

Muito legal o retorno do público. Escutar de uma senhora, com mais de 90 anos (Dona Iraci, em Pombal), que, apesar das pernas doendo, saiu de casa só pra ver o show e que, se tivesse a minha idade, faria a mesma coisa que tou fazendo, não tem preço. Receber de alguém (Maxwell Oliveira), que nem me conhecia, antes do show (Café da Usina), um vídeo maravilhoso, de promoção do espetáculo, como uma forma de contribuir com a proposta do munganga é algo indescritível.

E, como se não bastasse a felicidade que já tava transbordando, com o blog e os shows, fui convidada por Jussara Moreno, para a rádio Sanhauá (AM 1280), onde estou com o programa Munganga no Ar, que está fazendo três meses (15 de agosto de 2017). Assim como o veículo, o retorno do público é algo mágico. Já fizeram música; mandaram textos para publicar no blog; presentes; recebi visitas no estúdio e, diariamente, sou surpreendida com a participação de ouvintes de toda parte, já que a transmissão é feita também pelo Facebook (Romye Schneider), ao vivo.

Dos ouvintes e entrevistados do programa, leitores e público dos shows, escuto a mesma coisa, em palavras diferentes: o munganga é alegria, alto astral, amor, amizade. Titá Moura, da banda Caburé, disse “munganga é um estado de espírito que faz da labuta um carnaval”; Rayan Rodrigues, da mesma banda, falou: “munganga é um sóbrio se divertindo” e Pepeu Freire, também da Caburé, definiu: “é um drible na formalidade daquele de sair dando gaitada”.

A ouvinte Ofélia Oliveira, que mora em São Paulo, me deixou emocionada. “Você é verdadeira. Seu projeto é um convite a uma largada para a vida real. É como se você estivesse mais voltada pro mundo interior das pessoas e as convidando, o tempo todo, pra acordarem de algum sono que as detém”.

O que dizer depois de tanto carinho? Arrisco a falar que o munganga surgiu da simples vontade de fazer o que gosto, mas, onde estaria esta fórmula mágica? Onde estaria? Dentro de mim. E é por isso que falo sem medo de errar: o munganga é o meu terceiro filho.

Na minha opinião, felicidade é fazer o que gosto, preservando e fortalecendo a minha essência.

Pra isso, conto com muito apoio de mainha, a munganguenta-mor; meus dois filhos e minha cachorra Malu, que me inspiram, o tempo todo; os meus irmãos e sobrinhos e os amigos: Sebastião Formiga (diretor do standup e do programa de rádio), Gracy Wedja (apoio logístico e administrativo), Fernanda Gonçalves (mídia social), Raísa Albuquerque de Andrade, Fernando Soares e Sandra Camilo (retratistas), Kaline Araújo (confecção do vestido e apoio cultural), Adílson Medeiros (autor do jingle), Gílson Alves (operador de áudio), Renata Britto (apoio na execução das ideias), Ricardo Puppe (retratista e pitaqueiro),  Théo Borges (pitaqueiro), Dido Borges e Bruna Borges (apoio cultural), Allan Pessoa (grande incentivador da minha carreira), Manu Lucena e Carmem Meirelles (colunistas do Munganga no Ar) e a todos e todas que me ajudam de forma direta e indireta, que aqui não teria como nominar pra não cometer injustiças.

Além dos parceiros, que acreditaram no projeto, mesmo no início: Museu J. Maciel; Loja Use +; Rita Black Stúdio de Beleza; Gostinho do Sertão; Casa do Cariri; as poetisas Giovana Guerra e Mércia Maria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

20 thoughts on “Munganga no Ar…na terra e… em todo lugar

  1. Muito massa sua trajetória! Própria de quem tem talento e gosta do que faz! Obrigada por poder ter contribuído com este sucesso! O mundo será pequeno para você! ???❣❣??

      1. Linda sua história, siga em frente mulher guerreira e vitoriosa. Sua alegria e alto astral contagia, amo estar ao seu lado.

  2. Eu parabenizo a muganguenta mais arretada por toda sua leveza em seus projetos, agindo firme em suas metas. És uma dádiva a nossa cultura, és um presente a teus amigos. Estaremos prestes a ajudar sempre q possível. É uma panela de arroz c feijão, tudo junto e misturado. Xero grande pra tu

  3. Por Merecimento.
    Você traz em seu ver e viver a fórmula de um coviver encantador. Seu olhar para os conflitos do dia a dia nas relações afetivas e profissionais me garantem que você inspira o futuro dos humanos, quando acabar a mentira e a mesquinharia! Até lá, só os sábios e os espertos tentarão adquirir nos consultórios de coachs ou analistas.
    Trabalhar contigo é estar em constante aprendizado e construirmos tudo com agilidade, sua percepção fértil logo nos conecta na sintonia desejada. Sua força interior surpreende e determina a qualidade da arte cômica que buscamos, me restando os ajustes técnicos do roteiro e em alguns pontos da linguagem cênica. Assim nos divertimos muito ao achar que estamos trabalhando. Obrigado pela oportunidade!
    Lembrando que o aprendizado se dar pela síntese das discussões. E assim crescermos e colhermos os os frutos por merecimento. Vida longa!

  4. Muito lindo ter visto essa trajetória de perto, ter ouvido as suas maiores vontades sonhos e até medos (naquelas caronas que pegava com você rsrs ) e ter visto tanto resultado bom. Você é brilhante! Desejo que essas conquistas venham a se multiplicar. Bjoo ??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *