Inexoravelmente empoeirada

Minha sobrinha, de 17 anos e eu fazendo munganga.

 

Eu não faço a menor ideia do que este título queira dizer. Mas, se numa música de grande sucesso (“A Natureza das Coisas”), o poeta pernambucano, Accioly Neto, usou ineroxavelmente e só o que a gente vê é o povo atracado nos forrós da vida cantarolando uma palavra não muito usual e, ainda por cima, com sete sílabas, num texto vai ser fácil, fácil!

Aí, sempre tive curiosidade sobre o significado desta dita cuja. Fui pesquisar e achei: inexoravelmente é igual a inevitável. Ah! Agora entendi!

Se avexe não…
Toda caminhada começa
No primeiro passo
A natureza não tem pressa
Segue seu compasso
Inexoravelmente chega lá…

A música sugere que relaxemos e até concordo, só que, em parte. Porque a outra parte diz respeito a outra palavra do título: empoeirada.

Não não e não! Ela não tá escrita errada! É de propósito mesmo! Surgiu de uma brincadeira, com minha sobrinha, Ruthinha. Como a maioria das adolescentes, ela tinha muito apego ao cabelo, até que decidiu cortar, primeiro, o apego e, depois, as madeixas, que há cinco anos não viam tesoura.

Mas, antes de levá-la ao salão, me certifiquei:

– Ruthinha, você tem certeza disso?

– Tenho sim, tia! Minha filha, eu tou empo…empo…como é, menina, essa palavra da moda?

– Empoeirada?

-Oi? Não era bem essa não, mas…

-Meu amor, se você quer dizer empoderada, até chegar lá é muita poeira no lombo, viu.

Mas…

Se avexe não…
Amanhã pode acontecer tudo
Inclusive nada.

 

12 thoughts on “Inexoravelmente empoeirada

  1. Sou eternamente grata a poeira que a senhora meteu na minha cara , pra eu perceber que eu tava um pouco triste com aquele cabelo kkkkkkk E grata tbm a Rita black eiin !!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *