Sula Miranda também faz munganga

*Uma coisa é certa: Sula Miranda é linda! Mas….só não é mais que eu!

 

Compare as nossas belezas e tire suas conclusões. Só não precisa me dizer o resultado!

E aí, quando ela esteve no meu programa, o Munganga no Ar, da rádio Sanhauá (1280 AM), na última terça-feira (24), eu me “vinguei”. Como tava sem óculos, ela pediu pra eu ler as mensagens dos trocentos fãs que acompanhavam o programa pelo Face dela. Meti bronca!

– Sula, mulher, seus fãs tão aqui tudo dizendo que sou linda!

E foi neste clima de total descontração que o programa aconteceu. Uma diversão só, do começo ao fim!

Confessei que pensava que ela era irmã de Roberta Miranda.

– Muita gente pensa a mesma coisa porque começamos na mesma época, fazemos o mesmo estilo de música e, ainda por cima, temos o sobrenome igual.

Na verdade, Sula é irmã de outra famosa: Gretchen! E aí, brinquei, dizendo que ia contar um segredo e ela não contasse pra irmã.

– Eu imito Gretchen no meu standup.

– Sério? Pois dance agora que quero ver!

– Peraí! Tem que ser no show porque que há todo um preparo. Aqui estou desbundada.

Ela riu muito e disse que tem como resolver a grande frustração da minha vida (não tenho bunda), que conto detalhes no show.

– É só comprar uma bunda.

Conversa vai, conversa vem, Sula interagiu com os ouvintes. Teve um que ligou dizendo que tava preso no trânsito e ela já sugeriu que ele aumentasse o som do rádio e ficasse ouvindo o programa que logo logo ia ficar super bem e nem ia lembrar que tava enganchado num congestionamento.

Brincou com meus amigos que acompanham o programa pelo Facebook, a exemplo de Dorinha, que morava no meu bairro, José Américo, em João Pessoa e agora tá morando em Paris. Nos chamou pra ir lá porque eu e Sula formávamos uma ótima dupla. Mas, pra que? Já “aceitamos” o convite. Teve uma hora que Dorinha disse que ia dormir porque na França já tava tarde da noite e nós brincamos:

– Ei, mocinha, nem invente de sair agora! Deixa acertar primeiro nossa viagem.

Enfim, se fosse pra definir com uma palavra como foi o programa daquele dia, certamente, seria: festa. Mas, tem outra também: munganga!

E uma surgiu quando o meu amigo, Lael Arruda, perguntou se foi verdade que Sula já pegou carona com um caminhoneiro.

Ela contou que, no início da carreira, tava indo para um show, quando o carro quebrou. Pediu carona a um caminhoneiro e aproveitou para testar sua popularidade, já que é conhecida como a rainha da categoria.

– Oi moço, prazer! Eu sou Sula Miranda, tudo bem?

E o caminhoneiro:

– Sei. Sula Miranda! Muito prazer, eu sou Roberto Carlos!

O jeito foi aproveitar a carona, sem muita conversa e foi aí que percebeu algo: o caminhão estava carregado com cimento e a amiga dela foi no meio da carga.

– Quando a gente chegou ao local do show, ela tava parecendo uma estátua.

Isso me fez lembrar de uma munganga que aconteceu comigo quando era estudante universitária. Peguei uma carona de Pombal até Campina Grande, numa caminhonete. Desconfio que o cano de escape tava com um problema…pro meu lado, literalmente. Só pode! No lugar da fumaça ir, voltava e vinha toda pra cima de mim.

Chego na rodoviária e, no caminho pro banheiro, percebo todo mundo olhando pra mim. Fiquei curiosa! Foi quando me olhei no espelho e percebi logo o motivo de tantos olhares: eu tava parecendo a nega maluca. Tinha tirna até na bola dos olhos.

Sula Miranda foi a primeira atração nacional em apenas cinco meses de programa. Confesso que, apesar de anos de jornalismo terem me proporcionado vários instantes de entrevistas com famosos, fiquei um pouco apreensiva porque era a primeira vez num projeto idealizado por mim. “Será que ela vai gostar do estilo do programa?”; “será que vai se identificar e ficar à vontade?”

Acho que estas dúvidas sumiram logo que ela entrou no estúdio e no decorrer do programa. No final, gravamos um vídeo, para as redes sociais, e, novamente, ela foi generosa e extremamente simpática. “Essa mulher é o máximo, pra cima, alto astral. Virei fã de Romye!”

 

*Sula Miranda veio a João Pessoa lançar sua nova música de trabalho, “Bitrem desgovenado” e uma coleção de jóias e foi recepcionada pelas empresárias paraibanas, Fátima e Simone.

**Este texto é dedicado ao meu primo Sirley, ouvinte do programa, que faz aniversário hoje (27). Ele é caminhoneiro, junto com os irmãos (Sinésio, Silfarney e Sidney), seguindo o ofício do pai, tio Silvestre; dos primos (os irmãos Ioiô) e tios, Toinho e Nivaldo, meu pai. É como Sula falou: em toda família há um caminhoneiro. Na minha, tem logo uma ruma.

 

 

 

 

14 thoughts on “Sula Miranda também faz munganga

    1. Romye.
      Parabéns e muito sucesso em cada empreitada…expandindo o “Munganga” que veio pra ficar. A energia da bela Sula Miranda, junto a sua Ronye, junto a de cada um de seus fãs, só se somam numa aura boa, de luz, de grandeza. Resultado disso tudo? O sucesso que cresce cada vez mais.

      Parabéns amiga.
      Siga irradiando.

  1. Eita munganguenta, agora é carreira nacional e depois internacional, que as portas estejam abertas pra você passar e os caminhos largos pra você correr, um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *